sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Onze dicas para... Exterminar a barriga!


Isso é possível se você adotar algumas condutas espertas na sua rotina alimentar. Quem ensina é a nutricionista funcional Andréia Naves, diretora da VP Consultoria Nutricional de São Paulo

Por Shirley Santos


1Inclua no cardápio alimentos antiinflamatórios, que previnem o acúmulo de gordura no abdome: cúrcuma, gengibre, pimenta vermelha, cháverde, frutas vermelhas (mirtilo, uvas e berries) e peixes em geral.
2 Fique longe do excesso de açúcar – proveniente, principalmente, dos refrigerantes. No quesito bebidas, aliás, evite tomá-las junto às refeições para não comprometer a absorção de nutrientes importantes no processo de emagrecimento.
3 Elimine as toxinas.
Para tanto, saboreie, pelo menos, duas porções (1 pires) de couve, couve-debruxelas, brócolis ou agrião cozidas no vapor. Assim, você potencializa a desintoxicação do organismo. Se possível, opte pelas versões orgânicas.
4 Reduza o estresse.
Ele aumenta, de forma desequilibrada, a produção de cortisol (hormônio que estimula enzimas responsáveis pelo acúmulo de gordura no abdome). Como relaxar? Escolha alimentos que diminuem sua ação no organismo (abacate, chá-verde, vitamina C); intercale as refeições de três em três horas e invista em terapias corporais como, por exemplo, reiki, shiatsu e biodança.
5 Acerte no óleo.
Ao cozinhar, prefira o de canola, de soja, de arroz ou de coco (sempre em pouca quantidade). Entre outros benefícios, eles aceleram o metabolismo.

Foto: Shutterstock

6 Controle os hormônios. Eles mantêm o funcionamento celular, regulando o metabolismo energético e o peso corporal. A sugestão é consumir cereais integrais, quinoa, linhaça, soja, frutas e vegetais e castanhas e azeite de oliva.




7 Evite adoçantes artificiais. Eles aumentam a absorção de glicose – que será armazenada na forma de gordura no tecido adiposo (principalmente, na região abdominal). As versões naturais – à base de estévia – estão liberadas.
8 Troque as carnes vermelhas por peixes e aves. O ideal é consumir versões como pescada, sardinha, merluza e lambari. Elas possuem menos toxinas e metais tóxicos que comprometem a “barriguinha”.
9 Aposte em abacaxi, mamão e hortelã – principalmente após as refeições. Eles contribuem para uma eficiente digestão de proteínas, sendo potentes estimuladores estomacais.
10 Incremente a salada. A dica é misturar o azeite de oliva com o óleo de gergelim, o de linhaça e o de macadâmia na azeiteira. Para completar, disponha sobre ela algumas folhas de ervas, como a sálvia, por exemplo. O prato é um grande aliado do processo digestivo.
11 Pratique exercícios físicos. Afinal, têm efeito importante na redução da gordura. Combine atividades que aumentam a massa muscular com aulas de “jump” e “bike”. São excelentes!

3 comentários:

  1. Oi linda...
    adorei as dicas...
    muito bom...
    bjinhos flor

    ResponderExcluir
  2. ótimas dicas flor!!!!
    Sai pança que não me pertence!!!!
    Bjocas

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga, essas dicas são ótimas. Estou precisando mesmo acabar com a minha. Bjs

    ResponderExcluir

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Onze dicas para... Exterminar a barriga!


Isso é possível se você adotar algumas condutas espertas na sua rotina alimentar. Quem ensina é a nutricionista funcional Andréia Naves, diretora da VP Consultoria Nutricional de São Paulo

Por Shirley Santos


1Inclua no cardápio alimentos antiinflamatórios, que previnem o acúmulo de gordura no abdome: cúrcuma, gengibre, pimenta vermelha, cháverde, frutas vermelhas (mirtilo, uvas e berries) e peixes em geral.
2 Fique longe do excesso de açúcar – proveniente, principalmente, dos refrigerantes. No quesito bebidas, aliás, evite tomá-las junto às refeições para não comprometer a absorção de nutrientes importantes no processo de emagrecimento.
3 Elimine as toxinas.
Para tanto, saboreie, pelo menos, duas porções (1 pires) de couve, couve-debruxelas, brócolis ou agrião cozidas no vapor. Assim, você potencializa a desintoxicação do organismo. Se possível, opte pelas versões orgânicas.
4 Reduza o estresse.
Ele aumenta, de forma desequilibrada, a produção de cortisol (hormônio que estimula enzimas responsáveis pelo acúmulo de gordura no abdome). Como relaxar? Escolha alimentos que diminuem sua ação no organismo (abacate, chá-verde, vitamina C); intercale as refeições de três em três horas e invista em terapias corporais como, por exemplo, reiki, shiatsu e biodança.
5 Acerte no óleo.
Ao cozinhar, prefira o de canola, de soja, de arroz ou de coco (sempre em pouca quantidade). Entre outros benefícios, eles aceleram o metabolismo.

Foto: Shutterstock

6 Controle os hormônios. Eles mantêm o funcionamento celular, regulando o metabolismo energético e o peso corporal. A sugestão é consumir cereais integrais, quinoa, linhaça, soja, frutas e vegetais e castanhas e azeite de oliva.




7 Evite adoçantes artificiais. Eles aumentam a absorção de glicose – que será armazenada na forma de gordura no tecido adiposo (principalmente, na região abdominal). As versões naturais – à base de estévia – estão liberadas.
8 Troque as carnes vermelhas por peixes e aves. O ideal é consumir versões como pescada, sardinha, merluza e lambari. Elas possuem menos toxinas e metais tóxicos que comprometem a “barriguinha”.
9 Aposte em abacaxi, mamão e hortelã – principalmente após as refeições. Eles contribuem para uma eficiente digestão de proteínas, sendo potentes estimuladores estomacais.
10 Incremente a salada. A dica é misturar o azeite de oliva com o óleo de gergelim, o de linhaça e o de macadâmia na azeiteira. Para completar, disponha sobre ela algumas folhas de ervas, como a sálvia, por exemplo. O prato é um grande aliado do processo digestivo.
11 Pratique exercícios físicos. Afinal, têm efeito importante na redução da gordura. Combine atividades que aumentam a massa muscular com aulas de “jump” e “bike”. São excelentes!

3 comentários:

  1. Oi linda...
    adorei as dicas...
    muito bom...
    bjinhos flor

    ResponderExcluir
  2. ótimas dicas flor!!!!
    Sai pança que não me pertence!!!!
    Bjocas

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga, essas dicas são ótimas. Estou precisando mesmo acabar com a minha. Bjs

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget